Carro Novo: Volkswagen Gol Ecomotion - O mais barato dos Volks

Carro Novo: Volkswagen Gol Ecomotion - O mais barato dos Volks

Por 1consórcio
Publicado em: 21/01/2011

Os automóveis no mercado brasileiro agregam itens a cada ano ou versão. Equipamentos como direção hidráulica, travas elétricas, conta-giros e ajuste de altura do banco, antes oferecidos como opcionais, hoje são originais de fábrica mesmo em compactos de entrada. Mas o Gol Ecomotion vai justamente contra esta lógica de “quanto mais, melhor”. A versão da antiga geração do compacto da Volkswagen é aquele carro vulgarmente chamado de “pelado”.

Vem apenas com o básico indispensável. Justamente para atrair clientes totalmente focados no custo/, além de frotistas, é claro. Gente bastante interessada em pagar menos. Mesmo que, para isso, seja necessário levar menos para casa. A extrema racionalidade do Gol já começa pela carroceria. Baseado na chamada geração 4 do hatch, a versão só é comercializada na configuração duas portas, menos portas significa menor custo de produção.

Na enxuta lista, o único “luxo” do modelo, por assim dizer, é um ajuste manual de altura do banco do motorista, presente em toda a linha Volks no país, diga-se de passagem. Espelhos cortesia nos parassóis, comando interno manual dos retrovisores externos, calotas, banco traseiro rebatível, cobertura do porta-malas e tomada 12V são os únicos equipamentos que merecem algum “destaque” no sentido de acrescentar algum conforto.

Essa avarenta lista de equipamentos ajuda a explicar porque o preço do carro começa em R$ 26.160, é o mais barato de toda a linha da marca alemã vendida por aqui. Para mover seu modelo mais despojado, a Volks também se vale de seu motor menos potente: o 1.0 de 68 cv com gasolina e 71 cv com etanol a 5.750 rpm e torque máximo de 9,4 kgfm e 9,7 kgfm a 4.250 giros. Mesmo assim, não fica mais barato que seus rivais diretos com duas portas. O Renault Clio Campus, por exemplo, oferece desembaçador traseiro, aviso de luzes acesas e motor 1,0 16V de 76/77 cv. O Chevrolet Celta Life tem propulsor 1,0 de 77/78 cv, conta-giros e aviso de luzes acesas a partir de R$ 25.865.

O Ford Ka 1,0, é verdade, é menor, mas oferece travas elétricas, alarme e abertura interna da tampa do porta-malas por iniciais R$ 25.450. E o Mille Economy é disparado o mais barato: R$ 23.850, mas só oferece espelho no parassol do carona. Brigando por fora, há também o Effa M100, que chega da China com preço inicial de R$25.980. Traz motor 1.0 de 47 cv, quatro portas, ar condicionado, direção elétrica, rodas de liga leve e vidros elétricos nas quatro portas. Coisa de chinês.

Pelo menos, a lista de opcionais do Gol ecomotion é “farta”. Desde um simples desembaçador do vidro traseiro por R$ 190 com lavador e limpador traseiros por mais R$ 340. Também há um kit com ar, direção hidráulica, vidros e travas elétricos por R$ 5.190. E até um inusitado sistema de som com rádio/CD/MP3, entradas USB e SD card e Bluetooth – quase um “oásis” de requinte em um veículo tão árido de luxos. Completo, com tudo isso, o Gol Ecomotion chega a R$ 34.050. O que o deixa longe da proposta “sovina” que a Volkswagen planejou para o veículo, pensado para atrair consumidores que se deixam seduzir pelo velho mas chamativo apelo do preço “a partir de”.

 

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto