Carros Novos: Detalhes do Novo Fiat Uno

Consórcio de Automóveis: Detalhes do Novo Fiat Uno

Por 1consórcio
Publicado em: 24/05/2010

A dor de cabeça das montadoras concorrentes da Fiat começou. O novo Uno, tão aguardado, finalmente chegou e promete agitar o segmento dos carros compactos de uma maneira jamais vista no mercado brasileiro.

Personalizável, ergonômico, bom de dirigir e versátil. Esses são apenas alguns dos predicatos do carrinho com o qual a Fiat espera vender entre 12.000 e 15.000 unidades por mês. Esse volume aumentará as vendas da marca em mais de 10% no país e ampliará sua vantagem na liderança.

O visual diferenciado é o grande apelo do novo Uno e o quadrado é o tema principal. Quem conhece os carros da Fiat no exterior notará que ele lembra bastante o Panda, mas o modelo nacional tem personalidade própria e até marca registrada. Quem olhar o carro de frente notará de imediato os três quadradinhos ao lado do logotipo da marca. Mas não pense que se trata de respiros para o motor com um toque extra de design moderno. É apenas um detalhe estético que foge da normalidade sóbria do mercado brasileiro.

Disponível em três versões de acabamento, Vivace, Attractive e Way, o compacto chega primeiro na opção de carroceria com 4 portas. A variante com 2 portas tem lançamento programado para julho, quando o consumidor terá acesso ao modelo de entrada da série, o Vivace 1.0 2p, que parte de R$ 25.550, um valor altamente competivo. Por enquanto, nas lojas, os preços começam em R$ 27.350 (Vivace 4p).

Esqueça o antigo Uno e nem tenha o Palio como referência. A posição de dirigir do novo Uno é misto de Punto com Idea. O volante tem boa pegada, como o hatch, e os bancos, a exemplo do monovolume, são altos e confortáveis. É uma posição que transmite segurança com um “quê” de esportividade. O interior também é agradável. Painel e portas são revestidos com plástico de boa qualidade e textura diferenciada. Há também porta-objetos nas portas, console e nas versões Attractive e Way há também o console de teto, com espelho convexo e porta-óculos.

As duas versões do Uno com acabamento mais refinado também contam com ajuste de altura dos bancos e do volante. O espaço para quem viaja no banco traseiro também é bom, desde que os passageiros da frente mantenham o pino no trilho dos bancos frontais, que quando retirados permitem empurrar os assentos mais 2 cm para trás. Já ao manusear o câmbio, novamente voltamos a lembrar do Punto. Os engates são precisos, mas ainda mantêm certa "malemolência" de alguns carros da Fiat. Já o painel de instrumentos é inspirado no do Cinquecento, com o velocímetro maior ao centro e o conta-giros, menor, do lado esquerdo.

A versatilidade também está no porta-malas, que na capacidade normal leva 280 litros de volume de bagagem (10 a menos que o Palio), mas pode ser apliado para 290 l com a regulagem de inclinação dos bancos traseiros ou para 690 l com os assentos totalmente rebatidos.

Começando pelo Uno com motor 1.4 8V flex, que gera até 88 cv a 5.750 rpm e 12,4 kgfm de torque a 3.500 rpm, a impressão ao dirigir é boa. A arrancada é forte se você pisar fundo no acelerador e souber dosar bem a embreagem. Agrada, mas não chega a ser impressionante. Seu rodar é suave e bastante estável – resultado do bom trabalho realizado pela Fiat nas suspensões dianteira e traseira -, mas ao enfrentar um forte vento lateral o carro balança. São as mazelas do quadrado. Já o câmbio de 5 velocidades dá a impressão de que falta uma marcha. Rodando a 120 km/h o motor gira acima dos 4.000 rpm.

Segundo a Fiat, nessa configuração o Uno (abastecido com 100% de etanol) acelera de 0 a 100 km/h em 10s8 e atinge a velocidade máxima de 172 km/h. Nada mal. Tais números são comparaveis aos de sedãs com motor 2.0. O consumo de combustível do modelo 1.4, ainda de acordo com dados da marca, é de 14,7 km/l (gasolina) e 10,3 km/l (etanol). Em regime rodoviávio, o marcador digital do nível de conteúdo no tanque de 48 litros se move ao passo de 19,4 km/l (gasolina) e 12,8 km/l (etanol).

Agora vamos de Uno 1.0. O propulsor, também de 8 válvulas, gera até 75 cv a 6.250 rpm e 9,9 kgfm de torque em 3.850 rpm. Comparado ao desempenho do bloco 1.4, a diferença da opção de menor cilindrada está nos detalhes. A aceleração é boa e há fôlego suficiente para retomadas de velocidade mais fortes, ideal para ultrapassagens na estrada com mais segurança. Mas ao pisar fundo é preciso ficar atento, pois o motor corta a alimentação acima dos 6.500 rpm. O câmbio, diferentemente do modelo com maior capacidade volumétrica, tem relações mais longas, o que força o motorista a manusear mais vezes a alavanca em retomadas.

De acordo com a fabricante, o bloco 1.0 permite ao Uno partir da imobilidade aos 100 km/h em 13s8 (abastecido com etanol) e atinge a máxima de 151 km/h. Já seu consumo de combustível em ciclo urbano é de 15,6 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (etanol), enquanto em ritmo de estrada o gasto gira em torno de 20,1 km/l (gasolina) e 12,9 km/l (etanol). São números adequados para um carro 1.0 e relativamente superiores aos de seus concorrentes.

A Fiat sabe fazer carros compactos e o novo Uno é sua atual obra prima no segmento. Se fizer como a Volkswagen, que soma as vendas do novo Gol e do Gol G4 em apenas um lote, um novo líder para o mercado brasileiro de carros está para nascer.

A expectiva da Fiat com o lançamento é tanta que, para evitar a "canibalização", a marca reposicionou os preços de Mille e Palio, que agora partem de R$ 23.570 e R$ 26.300, respectivamente. São valores que também podem colaborar ainda mais para o avanço da marca do Brasil com uma estratégia agressiva de preços.

Além do fator novidade, o novo Uno traz um conceito inédito para o nicho: a personalização. Cada cliente poderá trabalhar o carro à sua maneira dentro das opções dos kits Square, Smile, Jean, Sunny, Tribel e Steel, que contemplam diferentes adesivos, capas de retrovisores, defletores, escapamento cromado, além de itens de decoração para a cabine. Essa é a grande difença e vantagem do Uno frente aos seus rivais, que promete ser muito mais do que um quadrado no trânsito. Confira abaixo as versões e preços do novo Fiat Uno.
.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto