Carros Novos: Peugeot renovará o mercado de automóveis lançando o Partner

Carros Novos: Peugeot renovará o mercado de automóveis lançando o Partner

Por 1consórcio
Publicado em: 06/05/2010

O Brasil representa 5% das vendas globais da Peugeot, pouco ao se considerar o tamanho do mercado brasileiro de veículos. Porém, de acordo com o novo presidente da Peugeot do Brasil, Guillaume Couzy, o posicionamento do país para a marca já mudou. No cargo há 15 dias, a missão de Couzy é levar ao país a nova filosofia da matriz, de se renovar com “produtos internacionalizados”.

Segundo ele, isso significa desenvolver veículos que possam ser comercializados em qualquer país, mas que não ignorem as necessidades específicas de cada mercado. “Todas as fabricantes de veículos no mundo buscam hoje uma fórmula para sobreviver no mercado global, mas ninguém ainda tem uma resposta”, diz o executivo. “Decidimos investir em todos os segmentos, de carros compactos a elétricos.”

Para lançar novos modelos e ampliar a capacidade de produção da fábrica em Porto Real (RJ), a empresa anunciou em março um investimento adicional de R$ 1,4 bilhão. Até o final do ano, a capacidade da unidade subirá de 160 mil carros por ano para 210 mil. Com a nova leva de lançamentos puxada pela primeira picape compacta da Peugeot, a “brasileira” Hoggar, e a expansão da rede concessionária, hoje com 153 lojas em todo o Brasil, a meta para este ano é crescer 34% em vendas, de 81,8 mil unidades registradas em 2009 para 118 mil carros.

O próximo lançamento, previsto para junho, é o utilitário Partner, exposto em uma feira para veículos adaptados organizado na capital paulista. “Somos líderes nesta categoria na Europa, a gente sabe fazer bem este tipo de produto e queremos investir no Brasil”, afirma Couzy. De acordo com o novo presidente, China e Brasil são os principais focos da matriz. O país asiático, como para todas as outras montadoras, passará a ser a sede das operações fora da matriz, enquanto o forte mercado brasileiro é a porta para a América Latina. “Projetamos crescimento de 7% do mercado brasileiro neste ano, para 3,23 milhões de unidades.”

A nova meta da Peugeot forçou a mudança de assinatura para “Motion & Emotion”, um novo visual para o leão símbolo da marca e o lançamento de 14 modelos inédito até 2012. Entre eles, o esportivo RCZ, já no mercado; a versão híbrida do 3008, a eletricidade e diesel; o elétrico IOn; o supercompacto BB1; e a picape Hoggar.
“O objetivo é subir três lugares no ranking mundial de vendas. Em cinco anos, queremos passar do 10º para o 7º lugar”, ressalta o executivo.

Não por acaso, caiu nas mãos do francês Guillaume Couzy o Brasil. Quando a Peugeot instalou em Porto Real o complexo industrial, em 2001, o executivo era diretor de marketing, cargo que ocupou por seis anos. Após enfrentar a crise financeira mundial à frente das operações no México, ele tem agora como desafio atrair os consumidores brasileiros para a marca – o que virou meta pessoal . “Já passamos pela fase de implantação, agora queremos a consolidação da imagem da marca como fabricante nacional”, diz Couzy em português quase sem sotaque.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto