Consórcio de Automóveis: Carro novo fica 9% mais barato!

Consórcio de Automóveis: Carro novo fica 9% mais barato!

Por 1consórcio
Publicado em: 09/09/2010

O consórcio hoje é considerado uma poupança programada e tem o poder de barganha da compra à vista. Para qualquer uma das modalidades consórcio de imóveis ou consórcio de automóveis. A Carta de Crédito é considerada dinheiro. Assim, o contemplado pode optar pela compra do imóvel novo ou usado, obtendo descontos, fazendo um ótimo negócio. No caso da compra de um carro, o consorciado contemplado escolhe o carro que deseja comprar, novo ou usado, e negocia a compra à vista.

Leia a matéria sobre promoção dos carros novos:

Para reanimar as vendas fracas com o fim do benefício do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido, as concessionárias  reduziram preços em até 10%, baixaram e ainda passaram a oferecer mimos, como aparelhos de DVD ou os tapetes do carro. Tudo para amenizar, ou mesmo reverter, o tombo no ritmo das vendas do último mês. Em algumas agências, a queda de vendas chega a 50% em junho em relação ao mês de maio.

Na concessionária Itavema, da Fiat, em Botafogo, o preço do Idea caiu 9%, de R$ 48.400 em maio para R$ 44.000 em junho. Já na Azurra Paris, da Renault, também em Botafogo, os carros ficaram mais baratos, em média, R$ 500. O Mégane ficou R$ 1 mil mais barato: de R$ 50.990 sai agora por R$ 49.990.

“Toda a linha está mais barata. No fim de semana, fizemos um feirão. Normalmente, os preços voltariam ao seu valor normal. Mas os preços vão ficar menores por tempo indeterminado”, contou o vendedor Vinícius dos Anjos, da Azurra Paris.

Segundo os vendedores, a Copa do Mundo contribui para enfraquecer ainda mais as vendas. E reforçam a necessidade de criar atrativos para o consumidor. Na concessionária da Citroën, o C3 ficou R$ 1.000 mais barato e ainda vem com banco de couro e rodas de liga leve; e o Picasso também está R$ 1 mil mais em conta, vem ainda com roda de liga leve, aparelho de DVD e DVD do Avatar. Na concessionária Peugeot, os modelos que também tiveram seus preços reduzidos, vêm com um ano a mais de garantia e há ainda os que vêm com rádio com entrada USB.

“A Copa atrapalhou, no dia do jogo do Brasil, a loja fechou às 13h e não vendi um carro”, disse Ismar Ferreira, vendedor da agência Peugeot.

Em algumas lojas, também foi possível observar taxas menores nas vendas a prazo. Na da Peugeot, há financiamentos em 48 meses com taxa de 0,99% ao mês, no mês passado, a taxa era de 1,49%. Na Itavema, há planos de pagamento com taxa de 1,36%, onde antes era de 1,62% ao mês.
A GM reuniu 35 concessionárias de São Paulo em sua fábrica de São Caetano do Sul, no ABC, para um feirão em que foram vendidos cerca de 1.500 carros.

“O feirão é uma ferramenta de vendas muito interessante, onde o consumidor tem muito mais chance de encontrar o carro com as características que procura”, diz Rodrigo Rume, gerente regional de marketing e vendas de GM.

Em maio, a montadora já havia realizado dois feirões como esse, nos quais 3 mil carros zero quilômetros foram vendidos. “Geralmente, nos feirões vendemos 40% mais que num final de semana comum. E até o final do mês termos ainda grandes ações promocionais”, diz o executivo. ”Vamos continuar incentivando o consumidor a comprar carros novos.”

Foram justamente os feirões e as promoções que garantiram as vendas nas últimas semanas, desde que terminou o incentivo do IPI reduzido, em 31 de março. Dados do Renavam mostram que nos primeiros 15 dias de junho foram licenciados 117.245 veículos (automóveis nacionais e importados, comerciais leves, ônibus e caminhões), 10,45% a mais que a primeira quinzena de maio.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto