Consórcio de imóveis em ritmo de crescimento

Por 1consórcio
Publicado em: 06/09/2011

Setor imobiliário acumula alta de 13,8% nos primeiros quatro meses de 2011; no país 4,32 milhões de pessoas estão inseridas no sistema

Como diversos setores da economia, o consórcio vem registrando números fantásticos no Brasil. Segundo pesquisa feita pela Associação Brasileira de Administração de Consórcios (Abac), no ano passado só as vendas de cotas de consórcios de imóveis registraram alta de 8,8%, somando 205,6 mil novas unidades.

Entre o início e o fim do ano passado, o sistema de consórcios de imóveis registrava 580 mil novos participantes, um número 8,3% maior em relação a 2009. Em 2010, 67,8 mil pessoas foram contempladas no segmento, sendo esse número 5,4% maior em comparação ao ano anterior.

Só nos primeiros quatro meses de 2011, as vendas de cotas de consórcio imobiliário tiveram um crescimento de 13,8%, num comparativo ao mesmo período do ano passado, segundo a Abac.

'Existem várias vantagens para fazer um consórcio imobiliário, entre elas as de não pagar juros, parcelar integralmente o valor do bem, utilizar saldo do FGTS, ofertar lance ou complementar o valor da carta de crédito, amortizar o saldo devedor e o pagamento de parte das parcelas', enumerou Fabiano Lopes Ferreira, presidente do Conselho Nacional da Abac, durante evento do setor, realizado recentemente.

Dados da Abac informam que, atualmente, 4,32 milhões de pessoas estão inseridas no sistema de consórcios (imóveis, automotores, eletroeletrônicos e serviços), somando mais de R$ 32 bilhões nos cinco primeiro meses de 2011.

Desse montante de ativos, 8% integra o consórcio imobiliário. Em abril do ano passado, o número de participante era de 551 mil. Este ano, no mesmo mês o número saltou para 595 mil consorciados. Deste total, num comparativo de janeiro a abril, 23,3 mil foram contemplados em 2010 e, em 2011, já são 25,9 mil.

Os números também revelam um grande crescimento de novas cotas no primeiro quadrimestre desse, com 79 mil novas pessoas. No mesmo período de 2010, elas totalizavam 69,4 mil. 'Quem vende consórcio vende sonhos, tendo sempre a missão de viabilizar crédito', disse Ferreira.

Segundo dados da Abac, o sistema de consórcio no Brasil cresceu 30,8% em 2010, ante igual período ao ano anterior, gerando um volume de negócios de R$ 63,2 bilhões. Os bons resultados consideram os segmentos de veículos automotores, imóveis, eletroeletrônicos e serviços.

Hoje, o consórcio imobiliário conta com 81 administradoras em todos país e constata que as mulheres crescem em importância como clientes, bem como em todos os outros segmentos de produtos. No de imóveis, em 2006 elas representavam 24% dos participantes; hoje, são 41%.

Outro dado interessante é que os jovens estão aderindo o consórcio imobiliário. Na faixa de 20 a 29 anos, em 2006 eles eram apenas 6%. Em 2010, segundo a Abac, esse número saltou para 12%.

Tendo como princípio fazer com que as pessoas tenham acesso a bens de serviços por meio de uma poupança comum a um grupo com o mesmo interesse, o sistema de consórcios, que surgiu na década de 60, está presente junto às classes A, B e C. 'As expectativas de crescimento para 2011 são muito boas. O consórcio é o ideal para quem não está precisando do bem de imediato', completou o presidente do Conselho Nacional da Abac, Fabiano Lopes Ferreira.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto