Consórcio de Imóveis: Veja como usar o Fgts

Consórcio de Imóveis: Veja como usar o Fgts

Por 1consórcio
Publicado em: 26/01/2011

Os recursos do FGTS podem ser utilizados na compra de imóveis urbanos, novos ou usados, de até R$ 500 mil, em transações à vista, com financiamento ou consórcio. Respeitado o mesmo limite, também é possível sacar o dinheiro do fundo para construção, financiada ou não.

Em todos os casos, é necessário se enquadrar nas seguintes condições:

- Não ser proprietário de imóveis no município, cidades vizinhas ou região metropolitana onde se viva ou trabalhe.

- Não ter outro imóvel financiado pelo SFH em qualquer parte do Brasil

- Ter trabalhado sob o regime do FGTS por pelo menos três anos, consecutivos ou não

- Utilizar o imóvel comprado ou construído como residência

- No caso de compra, adquirir casa ou apartamento registrado no cartório de imóveis da região

- Adquirir imóvel que não tenha sido objeto de transações com o FGTS nos últimos três anos

As regras para a utilização do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foram alteradas pelo Conselho Curador do FGTS. Agora, quem comprou um imóvel por meio de consórcio poderá usar o FGTS mesmo que esteja pagando um financiamento do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) ao adquirir a nova moradia.

A mudança se deu na resolução que regulamenta a utilização do saldo da conta do trabalhador para amortização, liquidação do saldo devedor e pagamento das prestações do consórcio imobiliário. As alterações foram publicadas no "Diário Oficial da União" da última sexta-feira, dia 3 de setembro.

Requisitos

A possibilidade beneficia consorciados que já tenham adquirido o imóvel, urbano residencial, com recursos da Carta de Crédito de consórcio. Para isso, no entanto, é preciso comprovar a quitação do financiamento, a alienação ou transferência do imóvel. Até então, mesmo que não houvesse mais esses impedimentos, segundo as regras anteriores, o trabalhador não poderia usar o dinheiro aplicado no fundo. Os interessados deverão se dirigir a uma agência da Caixa, portando uma série de documentos e solicitar o uso do recurso disponível no FGTS conforme a modalidade.

Documentação

Entre os documentos exigidos estão extrato analítico da conta vinculada dos últimos dois anos; comprovação de tempo de trabalho sob o regime do FGTS, declaração do órgão de gestão de mão-de-obra ou do respectivo sindicato, no caso de trabalhador avulso e comprovação de não propriedade de imóvel em condições impeditivas à utilização do FGTS.

Para concretizar a operação de utilização do FGTS, os recursos da Carta de Crédito devem ter sido utilizados em determinadas modalidades (imóveis residenciais ou terreno para construir, por exemplo) e o imóvel precisa estar documentado no Cartório de Registro de Imóveis competente em nome do referido consorciado.

 

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto