Consórcio vira opção para melhorar aparência

Por 1consórcio
Publicado em: 24/03/2010

Com parcelas acessíveis e prazos longos, financiamento estético conquista cada vez mais adeptos

A procura por consórcios para intervenções estéticas, como a lipoaspiração, tem despertado o interesse de mulheres da Região. Com parcelas acessíveis, os consórcios de beleza, como são conhecidos, estão conquistando cada vez mais adeptos. Aprovados há um ano, hoje são cerca de 3 mil pessoas cadastradas nos consórcios, de acordo com a direção de uma empresa de consórcios, que atende em todo o Brasil.

“Ainda não podemos aferir o rendimento deste tipo de consórcio, que é bom explicar que não contempla apenas cirurgias estéticas, mas outros tipos de créditos, já que faz apenas um ano que foi aprovado. Podemos seguir a mesma tendência dos consórcios convencionais, que crescem de 10% a 15% por ano”, afirmou o diretor da empresa, Sebastião Cirelli. De acordo com ele, a tendência de crescimento desse tipo de consórcio pode ser almejada em função de sua seguridade.

“É muito mais seguro o consumidor entrar em um consórcio. Os juros são menores e existe ainda o fator da mensalidade. É difícil encontrar alguém que consiga economizar dinheiro para realizar um objetivo. Com o consórcio fica mais fácil”, explicou ele.

Segundo o diretor, cada tipo de consórcio tem algumas especificações para que a quantia seja liberada e também pré-requisitos que o profissional que prestará o serviço deve se enquadrar. “Temos que saber o que o consumidor deseja e de quem ele vai comprar. No caso de prestadores de serviço, precisamos de garantias sobre a qualidade do serviço”, disse Cirrelli.

Em praticamente todas as empresas de consórcio do País encontra-se o serviço para intervenções estéticas. Mercado em crescimento no Brasil, cirurgias estéticas não são permitidas no SUS (Sistema Único de Saúde), salvo exceções de reparos provocados por acidentes. O Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) divulgou levantamento no qual confirma que reclamações em relação a cirurgias plásticas é maioria no órgão (leia reportagem ao lado).

PRETENSÃO

A vendedora Guanaira Pains Rios, 30, já fez uma pré-consulta que serve de orçamento para ingressar em um consórcio estético. Segundo ela, seu objetivo é ser submetida a uma lipoaspiração abdominal em função da flacidez no local provocada pela gravidez. De acordo com ela, a forma de pagamento escolhida foi por meio do consórcio.

“Passei por um médio e ele fez um orçamento. Todo o processo cirúrgico, além da anestesia e as dez drenagens linfáticas pós-operatórias ficaram em pouco mais de R$ 5 mil. Em um consórcio, as parcelas ficaram em cerca R$ 170 mensais em 36 vezes. Achei o valor bem acessível”, afirmou ela, que pretende entrar em um plano já nos próximos meses.

De acordo com a comerciante, outras facilidades são os constantes sorteios oferecidos pelos consórcios. “São pelo menos três sorteios por mês em um grupo de aproximadamente 200 pessoas. Caso opte em dar lances mensais, o valor é abatido nas mensalidades e cirurgia marcada”, disse ela.

Guanaira explicou ainda que, caso não houvesse a possibilidade de um consórcio, ficaria difícil conseguir pagar pela intervenção. “Não daria. Grande parte das clínicas quer pagamento a vista. Ficaria difícil conseguir pagar”, relatou.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto