Mercado Imobiliário: O perfil de quem compra imóvel

Mercado Imobiliário: O perfil de quem compra imóvel

Por 1consórcio
Publicado em: 24/01/2011

Livrar-se do aluguel, sair da casa dos pais ou simplesmente investir estão entre os motivos que levam uma pessoa a comprar um imóvel.

Em Curitiba, grande parte desses consumidores está concentrada na faixa etária de 25 a 35 anos. Fato novo para a capital que, historicamente, registra como interessados em comprar imóveis pessoas entre 35 e 45 anos. “Em 2010, o número de consumidores a partir dos 20 anos praticamente se igualou ao de compradores entre 30 e 40 anos”, diz o gestor executivo de vendas da regional Sul da MRV, Marcelo Alves. Ele atribui o resultado ao aumento do poder de compra da classe C e às facilidades de crédito como responsáveis por essa mudança. “Não é preciso ter muita poupança para conseguir dar entrada em um imóvel na planta e há facilidade de financiamento, o que viabiliza a compra por pessoas em início de carreira, por exemplo”.

Para o presidente da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mer­cado Imobiliário no Estado do Para­ná (Ademi-PR), Gustavo Selig, essa realidade fez com que os incorporadores passassem a lançar mais imóveis com dois quartos, que sempre ficaram para trás na comparação com os imóveis de três dormitórios.

Na pesquisa Perfil Imobiliário 2010, divulgada em novembro pela entidade, os apartamentos de dois quartos apresentaram participação de mercado de 46%. “Isso mostra a continuidade de um fenômeno que se iniciou em 2009, quando os imóveis com dois dormitórios superaram os de três em oferta. Em 2003, apenas 7% do total de imóveis da cidade era com dois quartos”, analisa.

Essa mudança fez com que a média de metro quadrado construído caísse na capital, conforme observa o consultor do Sindicato das In­­dústrias da Construção do Estado do Paraná (Sinduscon-PR), Marcos Kahta­­lian. “Em 2008, a área média de imóveis construídos na cidade era de 152 metros quadrados. Em 2009, passou para 123 e, em 2010, fechou em cerca de 114 metros quadrados”, afirma.

Em quatro momentos, durante 2010, o Sinduscon-PR realizou pesquisas para desvendar os hábitos de consumo, as preferências e a intenção de compra relacionada a imóveis em Curitiba e Região Metropo­litana. Os últimos dados, divulgados em dezembro, mostram a intenção de compra dos consumidores curitibanos para os próximos três anos. Dos 15,23% que declararam ter a intenção de comprar um imóvel, 56,52% pretendem investir até  R$ 150 mil. Outros 21,74% gastariam entre R$ 150 mil e R$ 250 mil e apenas 6,52% investiriam em um imóvel de alto padrão, acima de R$ 400 mil.

 

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto