Mercado Imobiliário: Secovi-SP prevê alta de 5% na venda de imóveis

Consórcio de Imóveis: Secovi-SP prevê alta de 5% na venda de imóveis

Por 1consórcio
Publicado em: 25/05/2010

O Sindicato das Empresas de Compra, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP) manteve as estimativas para vendas e lançamentos em 2010, mas reconheceu que os números podem ser revistos no balanço do segundo trimestre.

Atualmente, a entidade prevê alta de 5% nas vendas no ano, para 37,5 mil unidades, e crescimento de 10% nos lançamentos, para 35 mil unidades. "Se formos fazer uma revisão, entendo que isso deve ser feito no próximo balanço trimestral, no final da primeira quinzena de agosto. Mas, no momento, as estatísticas que acompanhamos respaldam nossas projeções", disse o economista-chefe da entidade, Celso Petrucci, durante coletiva com a imprensa para divulgação do balanço do mercado imobiliário no primeiro trimestre.

"O Secovi é apenas um termômetro do mercado. Nada impede que uma empresa revise seus números e a gente fique sabendo depois", complementou o presidente do sindicato, João Crestana. Com relação aos temores sobre falta de mão de obra especializada no setor, Petrucci avalia que o mercado imobiliário vai encontrar saída para isso, a exemplo do que ocorreu com a questão da falta de financiamento.

A venda de imóveis novos na região metropolitana de São Paulo, que é composta pela capital e mais 38 municípios, totalizou 16.797 unidades no primeiro trimestre, de acordo com os dados divulgados hoje pelo Secovi-SP. Como essa é a primeira vez que a entidade informa números sobre a região metropolitana, não há comparativos com períodos anteriores. A cidade de São Paulo respondeu por 50,4% das vendas da região.

"Diante da falta de disponibilidade de terrenos e consequente alta de preços na capital, atualmente se vê uma migração para as cidades próximas. Por isso resolvemos ampliar o foco da pesquisa", explicou o economista-chefe do sindicato, Celso Petrucci, durante coletiva para a divulgação da balanço do trimestre do mercado imobiliário.

Do total comercializado no período na região metropolitana, o segmento de dois dormitórios respondeu por 43,6% (7.327 unidades) e o de três dormitórios por 38,9% (6.526 moradias). O desempenho médio de vendas, medido pelo indicador Vendas Sobre Oferta (VSO), foi de 17,8% ao mês para a região.

O Secovi ressalta que ritmo é inferior ao da capital, que apresentou VSO médio de 20,2% ao mês no período de janeiro a março deste ano. Em nota, o sindicato aponta ainda a relevância do segmento de dois dormitórios nas vendas da região metropolitana, que foi bem superior a observada na capital, onde a participação ficou em 35,4% do volume total comercializado.

 

 

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto