Seguro de Carro: Saiba como montar um kit básico de manutenção do seu automóvel

Consórcio de Automóveis: Saiba como montar um kit básico de manutenção do seu automóvel

Por 1consórcio
Publicado em: 18/05/2010

Os seguidos recordes de vendas da indústria automobilística nacional têm incrementado as gôndolas de supermercados com itens específicos para carros. Com o aumento da frota circulante, os produtos básicos para limpeza e manutenção ganham cada vez mais espaço nas prateleiras.

Diante do apelo comercial, quem deve ficar atento é o consumidor, para não levar para casa produtos que vão acabar no armário pela falta de uso. De acordo com o coordenador de serviços automotivos do Instituto da Qualidade Automotiva (IQA), José Palacio, consultado pelo G1, o kit básico para cuidar do carro, sem precisar da ajuda de um lava-rápido, deve conter: cera neutra para pintura, silicone para limpeza de painéis plásticos, ‘pretinho’ para os pneus, silicone para as partes plásticas, xampu, solvente neutro, estopa macia e limpa para-brisa.

“É recomendável usar produtos de marcas conhecidas, pois se não forem de boa qualidade, danificam o carro. É o caso da cera, que pode manchar a pintura, e do silicone, que se tiver excesso de álcool resseca o painel. E, pior, você não vê na hora”, observa Palacio.

Segundo ele, a cera deve ser manipulada na sombra e com uma estopa macia. “Mesmo as de boa qualidade, se forem usadas no sol, mancham porque a lataria fica muito quente”, diz. O especialista ressalta que a cera só deve ser aplicada de seis em seis meses, no mínimo, para não agredir a pintura.

Sobre o estofamento, Palacio recomenda limpar com xampu específico ou com espuma de lavagem a seco, caso for de tecido. Em bancos de couro, ele aconselha a limpeza apenas com um pano limpo com água e são ou produtos ‘multiuso’. “Não se deve passar nos bancos de couro nem o silicone e muito menos lustra móveis, como muita gente faz. O assento é um item de segurança e qualquer produto que se passa no banco acaba deixando-o escorregadio. Em uma frenagem brusca, o corpo se desloca”, ressalta Palacio.

Para tirar piche grudado na lataria, o coordenador do IQA recomenda solvente neutro. “Não pode ser querosene”, alerta. Já o uso do ‘pretinho’, produto que protege o pneu, deve ser usado em pequenas quantidades. “O pretinho é importante, mas se passar demais ele vai espirrar e grudar na roda e na pintura”, afirma.

Entre todos estes cuidados, ao levar em conta a questão da segurança, o item mais importante é o xampu de para-brisa. Como ele desengordura o vidro, ajuda a deslizar as palhetas do limpador. “Se o vidro está muito sujo e não há este produto no compartimento de água, o vidro embaça, o que é muito perigoso”, destaca o especialista. Segundo ele, o uso de detergente resseca a borracha das palhetas, por isso não é recomendável.

Em relação a todos os produtos, José Palacio aconselha a não deixar nenhum dentro do carro, pois podem ter substâncias inflamáveis. “A temperatura dentro de um carro fechado pode chegar a 50°C”, alerta. De carro novo e poder aquisitivo maior, o brasileiro tem se dedicado cada vez mais aos itens automotivos. A constatação é do gerente de compras do Grupo Pão de Açúcar, Marcos Betelli, que registrou crescimento de 40% no setor automotivo da rede Extra. Betelli destaca que a projeção para este ano é de expansão de 30%. "Somente no primeiro trimestre as vendas subiram 40%", afirma Betelli.

Sobre o mix de vendas, o gerente do Grupo Pão de Açúcar destaca que, no ano passado, 45% foi de pneus, 25% de produtos de limpeza e 30% de baterias, óleos e lubrificantes. Para este ano, o mix deverá ficar em 32% para pneus, 15% para produtos de limpeza e 20% para  óleos e lubrificantes. Dentro do segmento de limpeza, Betelli ressalta que os produtos mais procurados são os aromatizantes para ambientes, conhecidos por "cheirinho". "É o item que mais cresce em vendas", destaca o gerente de compras.

A expansão do mercado de produtos específicos para limpeza e manutenção de veículos tem forçado as fabricantes nacionais a investir em tecnologia e se profissionalizarem cada vez mais. O avanço é uma resposta à entrada de produtos chineses. “O brasileiro é apaixonado por carros, até porque o automóvel faz parte do patrimônio da família. Então, a qualidade é muito importante”, afirma o gerente nacional de vendas da Rodabrill, Mário Menegatti Júnior.

No Brasil, há dez grandes fabricantes neste segmento, sendo que cinco se concentram no estado de São Paulo. Entre elas está a Rodabrill, que viu seu faturamento crescer 25% em 2009 na comparação com os resultados de 2008. Para este ano, a expectativa é aumentar em mais 25% o faturamento. “Acabamos de lançar um aromatizante novo e acreditamos que as vendas vão subir 50%”, avalia Menegatti Júnior.E a aposta da Rodabrill está nos supermercados. De acordo com o gerente de vendas, 30% do faturamento é oriundo de canais automotivos, como postos de combustíveis e lava-rápidos. Os outros 70% vem dos supermercados. “Os supermercados se dedicam cada vez mais ao mercado automotivo, porque este tipo de produto tem margem de lucro maior do que a do arroz, por exemplo”, destaca Menegatti Júnior.

No campo de aromatizantes, a empresa apostou em fragrâncias específicas para o consumidor brasileiro. “As chinesas não agradam tanto os clientes no Brasil”, observa sobre a vantagem diante da concorrência. Já os produtos oriundos dos Estados Unidos perdem a competitividade pela restrição de acesso à compra. “Eles normalmente são vendidos em canais específicos, como telefone e televenda”, explica o gerente.
Apostando no diferencial, o departamento de pós-venda da General Motors firmou parceria com uma fabricante de produtos automotivos (o nome não pôde ser divulgado) e lançou um kit exclusivo para as concessionárias da rede Chevrolet.

A comodidade da seleção de produtos vendidos em único pacote é mais uma estratégia da marca para fidelizar clientes. “A gente identificou esse kit como sendo uma necessidade dos clientes de querer ter sempre um produto à mão para necessidades ‘corriqueiras’. Fornecer isso com a qualidade estabelecida pela GM foi o que norteou a gente”, diz o gerente de produto de Pós-Vendas da GM do Brasil, Waldemar Mistro.

O kit da GM possui desengripante (lubrificante), silicone, graxa branca (para aplicação em dobradiças, trilhos de bancos, fechaduras, chassis etc) e Optkleen (xampu de para-brisa). De acordo com Mistro, quem vai estabelecer o preço do kit será cada concessionária.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto