Sem crise, venda de consórcios não pára de crescer

Por 1consórcio
Publicado em: 02/07/2009

Comercialização de novas cotas nos veículos leves cresceu 28,5% no primeiro trimestre, passando de 62,2 mil, entre janeiro e março de 2008, para 79,9 mil

Imóveis batem recordes, e consórcios superam expectativas. As vendas de cotas de veículos aumentam 15%

Sinônimo de facilidade e compra programada, o sistema de consórcios no Brasil não pára de crescer. Segundo informações da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), no primeiro trimestre deste ano, o setor registrou incremento de 12,1% nas vendas de novas cotas, atingindo 438 mil, no acumulado de janeiro a março último, contra 390,7 mil do ano passado.

As contemplações também mostraram alta nesse período. Totalizaram 232 mil, 20,9% a mais que as 192 mil registradas em igual período de 2008. O número de participantes ativos subiu de 3,45 milhões para 3,63 milhões em um ano, elevação de 5,4%, conforme estatísticas do Banco Central (BC).

Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Abac, entende que depois do pico da crise, em setembro e outubro, “o brasileiro consolidou sua forma de decisão quanto à compra de bens”. “Desta forma, tanto no setor de veículos como no de imóveis, o crescimento tem sido contínuo, evidenciando a maturidade no planejamento e na formação de patrimônio”.

Recordes nos imóveis

Mesmo com o anúncio do programa de financiamento “Minha Casa, Minha Vida”, o destaque trimestral foi o recorde histórico de adesões aos grupos de imóveis. Em março, foram comercializadas 22.320 novas cotas que, no acumulado somou 47,4 mil — 3,2% mais que as 45,9 mil (jan-mar/2008) passadas. O número de consorciados chegou a 518 mil, em março, um recorde desde o início desse produto há 20 anos, conforme a Abac. Foi observado um crescimento de 7,9% sobre o mesmo mês de 2008, quando atingiu 480,3 mil. O acumulado de contemplações totalizou 15 mil cartas de crédito, ou seja, 3,2% mais que as 14,6 mil, contabilizadas há um ano.

As estatísticas mostram que a comercialização de novas cotas nos veículos leves cresceu 28,5% no primeiro trimestre, passando de 62,2 mil, entre janeiro e março do ano passado, para 79,9 mil. A soma de participantes saltou de 760,2 mil para 787,3 mil, uma alta de 3,6%. As contemplações acumularam 44,7 mil — 3,5% mais que as 43,2 mil do primeiro trimestre de 2008.

Nos veículos pesados, a elevação foi de 15,9% no total de consorciados ativos. Em março de 2008 havia 139,8 mil, enquanto no mesmo mês deste ano, foram alcançados162 mil. As adesões no trimestre acumularam 8,6 mil, 2,5% mais que as 8,4 mil passadas. As contemplações acumuladas subiram de 5,7 mil para 6,2 mil.

O setor de motocicletas, maior presença no sistema de consórcios (54,3%), apresentou alta de 40,8% nas contemplações. A participação mensal dos consórcios saltou de 21%, em março de 2008, para 48,3% no mercado interno.

A entrada de novos participantes no setor de motos acumulou 266,8 mil no acumulado deste ano, 11,5% mais que as 239,3 mil de um ano antes. Em março último, o volume de participantes somou 1,97 milhão, enquanto há um ano, era 1,83 milhão — expansão de 7,6%.

No geral, os veículos automotores chegaram aos três milhões de consorciados em março último. Houve alta de 6,7% sobre a posição de 2,8 milhões de igual mês de 2008.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto