Uso do FGTS em consórcios abre novos horizontes

Consórcio de Imóveis: Segundo Abac, o uso do FGTS em consórcios abre novos horizontes

Por 1consórcio
Publicado em: 09/04/2010

O setor de consórcios comemora a medida do governo, que permite aos trabalhadores titulares de conta no FGTS usar o saldo para amortizar, liquidar e pagar parte das prestações de consórcios imobiliários, com o saldo da conta do fundo.

Depois do anúncio, que ocorreu em meados deste mês, as expectativas do setor para este segmento tornaram-se mais otimistas. Segundo o presidente executivo da Associação Brasileira de Administradopras de Consórcio (Abac), paulo roberto Rossi, com a nova regra deve dobrar o número de clientes do setor que usam o FGTS.

Em 2009, pouco mais de 10 mil clientes dentre os cerca de 65 mil consorciados de imóveis no Brasil, usaram os recursos do fundo para dar lance ou reforçar o valor da carta de crédito. A regra havia sido aprovada no anao passado pelo Conselho Curador do FGTS, mas esperava regulamentação da Caixa. Rossi projeta um crescimento de 10% em todos os segmentos de consórcios neste ano, mas ressalva que alguns devem se destacar mais do que os outros  e o imóvel é um destes, assim como o de motocicletas.

O setor encerrou o ano de 2009 com um crescimento de 10,9% em relação a 2008, com o total de 1,98 milhão de cotas. As contemplações (sorteios de carta de crédito que permitem ao consorciado adquirir o bem) chegaram a 933,5 mil um aumento de 13,8% na comparação com o ano anterior, quando foram contemplados 820 mil consorciados. Entre os segmentos que se destacaram no ano passado estão o de imóveis que registrou um crescimento de 0,5% com 206,1 mil novas cotas vendidas e 65 mil contemplados, 8,9% a mais do que em 2008. O segmento de veículos teve alta de 14,3%, passando de 1,46 milhão de novas cotas em 2008 para 1,67 milhão em 2009.

As contemplações somaram 819 mil, 17,6% de crescimento ante o ano anterior. Os participantes ativos foram 3,18 milhões, 6,3% a mais do que o ano anteiror. Além do crescimento no segmento de imóveis, uma das grandes apostas do setor é o consórcio de servições, que contemplou um ano de existência. "Existe muito espaço para o crescimento. Esta é uma modalidade nova e uma opção de poupança programada", diz Rossi.

No ano passado, o segmento registrou 3,3 mil participantes, dos quais 430 mil foram contemplados. Os créditos foram utilizados em saúde e estética(33,2%), festas ou eventos (14,34%), educação (2,9%), turismo (2,4%) e outros serviços (47,13%). Os crédtios variam de R$2 mil a R$38 mil com prazos bastante razoáveis de pagamento.

Faça uma Simulação

Você pode adquirir casa, carro ou moto pagando parcelas mensais sem juros.

Ver Planos

O que deseja?

Consórcio de Imóveis Escolha o Produto